BUSCA PELA CATEGORIA "Brasil"

07 Dezembro 2016 - 09:06

Banco do Brasil e Correios mantém parceria de serviços do Banco Postal

(Foto: Bahia Verdade)

O acordo assinado nesta segunda-feira, 5, entre os Correios e o Banco do Brasil vai manter a parceria de prestação de serviços bancários à população. O serviço de Banco Postal, tem prazo de vigência de 36 meses e tem possibilidade de encerramento de acordo antecipado por ambas as instituições. Banco Postal caracteriza-se pela utilização da rede de atendimento dos Correios para a intermediação de serviços bancários básicos, em todo o território nacional, como correspondente de instituições, na forma definida pela resolução do Banco Central do Brasil n.º 3.954/2011. Com essa iniciativa, os Correios possibilitaram a inclusão financeira em mais de 94% dos municípios brasileiros, com mais de seis mil pontos de atendimento, horário estendido em relação à rede bancária, todos interligados por sistema de atendimento totalmente automatizado e processamento online das transações.

07 Dezembro 2016 - 08:47

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 6 milhões nesta quarta

(Foto: Reprodução)

O sorteio 1.883 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 6 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) desta quarta na cidade de Vilhena (RO). De acordo com a Caixa Econômica Federal, com o valor integral do prêmio, o ganhador poderá comprar uma frota de nove carros esportivos de luxo ou 12 imóveis de R$ 500 mil cada um. Se quiser investir na poupança, receberá mensalmente R$ 38 mil em rendimentos. As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50. A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa. Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

06 Dezembro 2016 - 20:28

Chapecó reza missa de sétimo dia a céu aberto com 1.500 pessoas

(Foto: Luiza Oliveira/UOL)

Chapecó encerrou nesta terça-feira (6) a série de homenagens ao time da cidade. Em um evento a céu aberto para 1.500 pessoas, a cidade rezou a missa de sétimo dia na Igreja Matriz. O evento foi feito fora da igreja por causa do número de pessoas e foi conduzido por Dom Sérgio Moura, presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Todas as vítimas tiveram seus nomes lidos e receberam uma homenagem individual com um toque de tambor. Daiana Palaoro, filha do ex-presidente Sandro, fez um discurso emocionante em nome do clube e arrancou palmas de todos os presentes. Ao fim da cerimônia, crianças da escolinha soltaram balões brancos. Foi na madrugada da última terça-feira que o avião que voava para Medellín caiu e vitimou 71 pessoas de forma fatal, entre eles jogadores, dirigentes e membros da comissão técnica da Chapecoense, além de jornalistas e membros da imprensa. Durante a semana, a cidade viveu um grande luto e clima de tristeza que abalou a todos. Vários estabelecimentos ficaram fechados, festas e eventos foram cancelados e a Arena Condá, estádio da equipe, virou um centro de orações e homenagens. No último sábado, inclusive, o local recebeu um velório coletivo para 50 corpos e que contou com a presença de quase 20 mil pessoas. Tentando encerrar o luto, a diretoria agora organiza reuniões diárias para reconstruir a equipe, contratando jogadores, dirigentes e profissionais do futebol.

06 Dezembro 2016 - 14:17

Bandeira tarifária fica verde e conta de luz será mais barata em dezembro

(Foto: Bahia Verdade)

A bandeira tarifária aplicada nas contas de luz de dezembro será a verde. Assim, não haverá cobranças extras para o consumidor. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o retorno da bandeira  foi determinado por uma condição hidrológica mais favorável, permitindo o desligamento de usinas térmicas que custam mais do que as hidrelétricas. No mês passado, a bandeira adotada foi a amarela, por conta da falta de chuvas, que obrigaram o governo a acionar as termelétricas para garantir a oferta de energia no País. Lançado em janeiro de 2015, o sistema de variação de tarifas manteve a bandeira vermelha até fevereiro deste ano. Inicialmente, com cobrança de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos e depois, com a bandeira vermelha patamar 1, que significa acréscimo de R$ 3,00 a cada 100 kWh consumido. Em março, a cor da bandeira passou para amarelo, que representa um custo extra de R$ 1,50 a cada 100 kWh, e de abril a outubro, ficou verde, sem a cobrança adicional. No mês passado, a bandeira passou para a cor amarela novamente.  O sistema de bandeiras tarifárias foi criado para equilibrar os gastos extras por causa da utilização de usinas termelétricas, mais caras do que as hidrelétricas. A cor da bandeira impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) indica o custo em função das condições de geração de eletricidade. Quando chove menos, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no País. A Aneel defende que a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz, mas uma forma diferente de cobrar um valor que já era incluído na conta de energia, por meio do reajuste tarifário anual das distribuidoras. A agência diz que o modelo torna a conta de luz mais transparente para o consumidor e apresenta a melhor informação para usar a energia elétrica de forma mais consciente.