BUSCA PELA CATEGORIA "Geral"

10 Janeiro 2017 - 12:38

Força Nacional começa a chegar a Manaus e Boa Vista

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Chegaram hoje (10), a Manaus (AM), os primeiros agentes da Força Nacional de Segurança Pública que vão ajudar as forças policiais estaduais a tentar conter a crise no sistema penitenciário amazonense. O pedido de reforço de pessoal e de equipamentos foi feita pelo governador José Melo, no último domingo (8), depois que pelo menos 64 presos foram assassinados em três estabelecimentos prisionais da capital. Na semana passada, o governo estadual já tinha pedido ao Ministério da Justiça o envio de tornozeleiras eletrônicas, scanners corporais, bloqueadores de sinal de celular e recursos para ampliar e reaparelhar o Instituto Médico Legal e o Instituto de Criminalística. Segundo a Força Aérea Brasileira, os primeiros dos 100 agentes que vão participar da operação desembarcaram em Manaus perto das 5h (horário de Brasília; 3h no Amazonas), a bordo de um avião C-99 da força. Um segundo grupo chegou à capital do estado as 10h30. Um terceiro voo estava previsto para partir da Base Aérea do Galeão para Manaus às 10h45. O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, anunciou na noite dessa segunda-feira (9),  que os policiais da tropa especial vão fazer policiamento, apoio nos bloqueios nas estradas e no perímetro das penitenciárias. Além disso, dez agentes penitenciários federais serão deslocados para o estado para colaborar com a administração dos presídios. O Departamento Nacional Penitenciário (Depen) vai realizar um diagnóstico das penitenciárias do Amazonas para propor um protocolo de segurança para estruturação do sistema, bem como um protocolo de segurança para revistas, atuação e treinamento operacional.

06 Janeiro 2017 - 12:19

Pelo menos 33 presos são encontrados mortos em prisão em Roraima

Foto: Folha de Boa Vista

Pelo menos 33 presos foram encontrados mortos na manhã desta sexta-feira (6) na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, na zona rural de Boa Vista. De acordo com o governo de Roraima, que administra a unidade, o caso foi registrado por volta das 2h30 (4h30 no horário de Brasília). A penitenciária é a maior do Estado. Conforme a assessoria do governo, que negou ter havido uma rebelião ou mesmo fuga, os próprios detentos teriam provocado as mortes durante uma briga de facções. Ainda segundo a assessoria, o caso envolveu detentos ligados ao Comando Vermelho e ao PCC (Primeiro Comando da Capital), facção mais numerosa na penitenciária, após alguns deles quebrarem cadeados e invadirem a ala onde ficam os detentos de menor periculosidade. A maior parte das vítimas foi decapitada, e uma teve arrancado o coração.

05 Janeiro 2017 - 10:13

Sob escolta policial e algemado, preso toma posse como vereador e ganhará R$ 9 mil por mês

(Foto: Reprodução)

Em solenidade no plenário da Câmara Municipal de Caratinga (MG), algemado e vestindo o uniforme vermelho do sistema prisional de Minas Gerais, Ronilson Marcílio Alves (PTB), 42, tomou posse no cargo de vereador do município, distante 320 km de Belo Horizonte, na terça-feira (3). Sob escolta policial, o agora vereador permaneceu por pouco mais de uma hora no local e fez o juramento solene da posse de cumprir a Constituição e as leis do país. "Prometo cumprir dignamente o mandato que me foi confiado, respeitar a constituição federal e a constituição do estado e a lei orgânica municipal e observar as leis, trabalhando pelo engrandecimento do município e o bem-estar de sua população", afirmou o vereador preso. Na sequência, Alves assinou o termo de posse. Reeleito em outubro do ano passado com 854 votos, Alves tornou-se alvo de investigação policial um mês depois, quando a PC (Polícia Civil) cumpriu mandado de busca e apreensão na sua residência e apreendeu documentos, equipamentos de informática e aparelhos celulares, e o conduziu para prestar esclarecimentos. O parlamentar foi liberado em seguida, mas em dezembro, Alves foi preso em Cordeiro (RJ), distante 188 Km da capital fluminense, e transferido para a Penitenciária de Caratinga, preso em regime fechado. De acordo com a PC, o caso segue em segredo de justiça. O UOL não localizou o defensor de Alves. De acordo com informações da rádio Cidade, de Caratinga, o vereador é acusado de extorsão contra um padre do município. Ele e outras três pessoas, presas em flagrante pela mesma acusação, estariam exigindo R$ 200.000 do religioso para não divulgar vídeos íntimos. De acordo com a assessoria da Câmara Municipal, o regimento interno da Casa dá o prazo de dez dias para o vereador que não compareceu à cerimônia oficial, realizada no domingo (1º), tomar posse. Assim, a Vara de Execuções permitiu a posse de Alves nesta terça-feira. A assessoria da Câmara explica que o vereador do PTB vai receber em janeiro e fevereiro o subsídio mensal de R$ 9.015 como parlamentar, mesmo estando preso na Penitenciária de Caratinga.

04 Janeiro 2017 - 15:23

Cavalo se despede do dono com gesto inesperado em velório e surpreende a todos

Foto: Kyioshi Abreu/ Arquivo Pessoal

Um cavalo comoveu a família e os amigos do vaqueiro paraibano Wagner Figueiredo de Lima, que morreu em um acidente de moto na madrugada do dia 1º de janeiro. O animal foi levado para se despedir do dono - e ao ser colocado próximo ao veículo onde estava o corpo, deitou a cabeça sobre o caixão, um momento que chamou a atenção de todos que foram ao velório de Wagner de Lima. O enterro do vaqueiro aconteceu na tarde desta terça-feira (3) na cidade de Cajazeiras, Sertão da Paraíba. “Esse cavalo era tudo para ele, Wagner, era como se o cavalo soubesse o que estava acontecendo e quisesse se despedir. Durante todo o trajeto até o cemitério ele relinchava e batia com as patas no chão”, disse Wando de Lima, irmão de Wagner. Wando teve a ideia de levar o cavalo para o enterro do irmão e organizou as homenagens junto com outros vaqueiros e amigos de Wagner. Com a morte do irmão, Wando disse que vai assumir a responsabilidade de manter e cuidar de "Sereno". Segundo ele, o cavalo, que já estava há oito anos com Wagner vai ficar "para sempre" com a família. Wagner de Lima Figueiredo tinha 34 anos e além de vaqueiro era funcionário da Prefeitura de Cajazeiras, no sertão da Paraíba. Wagner morreu na madrugada do dia 1º, em um acidente de moto, no estado do Rio Grande do Norte. Ele estava sozinho na motocicleta no momento do acidente e chegou a ser socorrido para um hospital da cidade de Mossoró, onde passou por cirurgia, mas morreu.  

ASSISTA O VÍDEO: