BUSCA PELA CATEGORIA "Política"

Bahia Notícias

02 Fevereiro 2017 - 10:00

Em abertura da AL-BA, Rui confirma entrega de quatro estações do Metrô até maio

Foto: Mateus Pereira/ GOVBA

O governador Rui Costa (PT) anuncia, na manhã desta quinta-feira (2), durante a mensagem na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (AL-BA), a inauguração de quatro novas estações da linha 2 do Metrô até o próximo mês de maio: Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu. Em uma prévia do discurso obtida pelo Bahia Notícias, Rui ressalta que a perspectiva é de que o modal chega ao aeroporto até 2018, como previsto originalmente no projeto e, em seguida, a Águas Claras, com a expansão da linha 1. Um dos focos do governador será a interiorização do desenvolvimento e da oferta de serviços públicos, com prioridade para a área social. Rui ainda faz um balanço da primeira metade do mandato e engrossa a defesa de uma democracia “que precisa ser reconstruída”.

Brumado Verdade

01 Fevereiro 2017 - 11:00

Eleitores serão convocados a partir desta quarta (01), para recadastramento biométrico

Foto Divulgação

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) vai convocar os eleitores com inscrição em Salvador e mais de 51 municípios baianos para realizar o recadastramento biométrico obrigatório a partir desta quarta-feira (1º). O atendimento será feito nos postos de atendimento da Justiça Eleitoral na Bahia. O procedimento, que dura em média 15 minutos, visa oferecer mais segurança ao processo eleitoral, além de compor, futuramente, o banco de dados do Registro Civil Nacional (RCN). A proposta do RCN é unificar informações dos principais documentos utilizados pelos brasileiros. Durante o período disponível, o atendimento poderá ser realizado de segunda a sexta, das 8 às 18h. As etapas consistem em coletar as digitais de todos os dedos das mãos, fazer registro fotográfico, assinatura digital, revisão dos dados cadastrais e reimpressão de um novo título. Para realizar o procedimento, o cidadão deve portar documento oficial com foto e comprovante de residência de até três meses atrás.

Agencia Brasil

01 Fevereiro 2017 - 09:30

Justiça Federal em Curitiba retoma trabalhos da Operação Lava Jato

Justiça Federal em Curitiba - sede da 13ª Vara Federal -Divulgação/Justiça Federal em Curitiba

Os trabalhos da Operação Lava Jato serão retomados hoje (1º) na Justiça Federal em Curitiba. Cinco testemunhas de acusação devem ser ouvidas nesta quarta-feira, na ação penal que investiga o ex-ministro Antônio Palocci, o empresário Marcelo Odebrecht e mais 13 pessoas. Eles foram denunciados pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, após a 35ª fase da Lava Jato, chamada de Omertá, deflagrada em setembro do ano passado e que resultou na prisão de Palocci. Tanto o ex-ministro quanto Marcelo Odebrecht estão presos na carceragem da Polícia Federal (PF) na capital paranaense. De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), Palocci e a construtora Odebrecht teriam estabelecido um “amplo e permanente esquema de corrupção” entre 2006 e 2015. O esquema envolveria o pagamento de propina ao Partido dos Trabalhadores (PT). Os procuradores do MPF afirmam que o ex-ministro teria atuado de modo a garantir que a empreiteira vencesse licitação da Petrobras para a contratação de 21 sondas. Entre os denunciados no processo aparecem também o ex-assessor de Palocci, Branislav Kontic, o ex-marqueteiro do PT João Santana, a publicitária Mônica Moura, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, o ex-gerente da Petrobras Eduardo Musa e João Carlos Ferraz, ex-presidente da Sete Brasil.

 

Agencia Brasil

01 Fevereiro 2017 - 09:00

Brasil e Colômbia terão ações conjuntas de segurança na fronteira, diz ministro

Foto: Divulgação

O ministro da Defesa, Raul Jugmann, foi a Manaus, nesta terça-feira (31), para participar de uma reunião com o ministro da Defesa da Colômbia, Luiz Carlos Villegas, sobre segurança na fronteira. O encontro ocorreu no Comando Militar da Amazônia (CMA) e teve a participação de comandantes das Forças Armadas dos dois países. Os ministros anunciaram ações conjuntas de combate a crimes transfronteiriços, entre elas, a integração na área de inteligência e a cooperação no combate à mineração ilegal. “Essa inteligência vai se dar desde os postos de fronteira de Brasil e Colômbia até o mais alto nível em Brasília, em termos ministeriais. Portanto, nós vamos ter uma tráfego fluido, contínuo, integrado, diário de informações, entre Brasil e Colômbia, no que diz respeito as nossas preocupações comuns. Em segundo lugar, nós buscamos uma cooperação no combate à mineração ilegal, que além de ser um problema em termos de meio ambiente, ela tem a faculdade de agrupar ao redor dela outros ilícitos”, disse Jungmann.

Bahia Noticias

31 Janeiro 2017 - 17:30

Rui desafia Cerb a instalar mais de 800 sistemas de abastecimento de água na Bahia

Foto: Mateus Pereira / GOVBA

O governador Rui Costa (PT) desafiou a Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb) a instalar pelo menos 800 sistemas de abastecimento de água em todo o estado. A proposta foi feita no 'Digaí, Governador!' desta semana, em uma referência à meta estabelecida para a empresa vincualada à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e de Saneamento (Sihs). "Desde 2012 o Nordeste passa por uma grave crise hídrica. E agora a seca volta com toda força, mas nós vamos continuar nosso investimento em abastecimento de água. (...) Eu fiz um grande desafio à Cerb: que ela consiga bater em 2017 a meta histórica de instalação de 800 sistemas simplificados de abastecimento de água", declarou.

Brasil ao Minuto

31 Janeiro 2017 - 15:30

Marisa Letícia:

Foto Divulgação

A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva, de 66 anos, foi submetida a uma passagem de um filtro de veia cava inferior na tarde desta segunda-feira (30), no hospital Sírio Libanês. O procedimento, conforme informa boletim médico divulgado na tarde desta terça-feira (31), teve o objetivo de prevenir a ocorrência de uma embolia, já que uma ultrassonografia de rotina detectou "a presença de trombose venosa profunda dos membros inferiores". O documento atesta ainda que não há anormalidades na "coagulação, função renal ou hepática da paciente. De maneira geral, o quadro clínico permanece estável.

G1

31 Janeiro 2017 - 10:00

Trump demite procuradora-geral interina por desafiar decreto contra imigrantes

Foto Divulgação

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, demitiu na noite desta segunda-feira (30) a procuradora-geral interina do país, Sally Yates, após ela declarar que o Departamento de Justiça não defenderia a decisão de proibir a entrada de refugiados e de pessoas procedentes de sete países muçulmanos. "A procuradora-geral interina, Sally Yates, traiu o Departamento de Justiça ao se recusar a garantir a aplicação da ordem legal designada para proteger cidadãos dos Estados Unidos", afirmou a Casa Branca, em um comunicado. "O presidente Trump substituiu Yates de suas funções e designou Dana Boente, procurador do distrito leste da Virgínia, para servir como procurador-geral interino até que o senador Jeff Sessions seja confirmado [no cargo] pelo Senado".

Agência Brasil

31 Janeiro 2017 - 09:22

Eike Batista depõe à tarde na Polícia Federal

Foto Divulgação

O empresário Eike Batista, que está preso desde ontem (30) no Rio de Janeiro, deverá depor na tarde de hoje (31) na sede da Superintendência da Polícia Federal (PF), no centro da cidade. Ele deverá deixar o Complexo Penitenciário de Gericinó (Bangu) no início da tarde e iniciar seu depoimento por volta das 15h. O empresário, que está preso preventivamente acusado de pagar propina ao ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral para se beneficiar com contratos públicos, será ouvido pela Delegacia de Combate a Corrupção e Crimes Financeiros (Delecor). A operação para prender Eike Batista e mais oito pessoas foi desencadeada no último dia 26, mas como o empresário estava em Nova York, ele foi considerado foragido. Eike retornou ao Brasil ontem e foi preso ao desembarcar no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão. O empresário foi inicialmente encaminhado para o presídio Ary Franco e, depois de duas horas, transferido para a penitenciária Bandeira Stampa (Bangu 9), no complexo de Bangu.

05 Dezembro 2016 - 18:50

Ministro do STF afasta Renan Calheiros do cargo de presidente do Senado

(Foto: Reprodução)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio decidiu hoje (5) afastar o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do cargo da presidente. O ministro atendeu a um pedido liminar feito pela  Rede Sustentabilidade na manhã desta segunda-feira. O pedido de afastamento foi feito pelo partido após a decisão proferida pela Corte na semana passada, que tornou Renan réu pelo crime de peculato. De acordo com a legenda, a liminar era urgente porque o recesso no Supremo começa no dia 19 de dezembro, e Renan deixará a presidência no dia 1º de fevereiro do ano que vem, quando a Corte retorna ao trabalho. “Defiro a liminar pleiteada. Faço-o para afastar não do exercício do mandato de Senador, outorgado pelo povo alagoano, mas do cargo de Presidente do Senado o senador Renan Calheiros”, decidiu o ministro Marco Aurélio.

01 Dezembro 2016 - 21:42

Renan Calheiros vira réu no Supremo pela primeira vez

(Foto: Felipe Sampaio/SCO/STF)

Por 8 votos a 3 , o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (1º) aceitar denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em 2013 contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo crime de peculato. Com a decisão, o senador se torna réu na Corte pela primeira vez. Apesar de aceitar a denúncia por peculato, a Corte também entendeu, seguindo voto do relator, ministro Edson Fachin, que as acusações de falsidade ideológica e uso de documento falso prescreveram em 2015, oito anos depois de a infração ter sido cometida. A Corte julgou nesta tarde denúncia na qual Renan é acusado de usar o lobista de uma empreiteira para pagar pensão a uma filha que teve fora do casamento. Ele também é acusado de ter adulterado documentos para justificar os pagamentos. O caso foi revelado em 2007. Na época, as denúncias levaram Renan a renunciar à presidência do Senado.

27 Novembro 2016 - 18:43

ACM Neto e Rui Costa analisam saída de Geddel do governo

(Foto: Manu Dias | Secom)

A queda do ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) da Secretaria de Governo foi comentada na noite da última sexta-feira, 25, pelos dois principais líderes políticos da Bahia e possíveis adversários em 2018: o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM), aliado do ex-articulador político do governo Temer, e o governador da Bahia, Rui Costa (PT). O prefeito destacou que o ex-ministro fez um trabalho importante para a Bahia e Salvador na sua passagem pelo primeiro escalão do governo e disse que “continua firme” a sua parceria com PMDB. “Tenho certeza que ele (Geddel) vai continuar a nos ajudando na construção das políticas públicas na cidade e vamos continuar usando nossa articulação em Brasília (com o governo federal) para defender os interesses da cidade”, afirmou Neto. Para o gestor municipal, a saída do ministro do governo não altera o atual quadro das forças políticas na Bahia, depois que a oposição saiu fortalecida da última eleição. “Geddel continuará sendo importante ator político no Estado. O PMDB é forte na Capital e no interior”, avalia ACM Neto. O governador Rui Costa (PT) não quis comentar sobre as repercussões políticas geradas pela demissão do ex-ministro Geddel Vieira Lima. Mas disse esperar que o episódio não contamine o esforço que os estados vêm fazendo para superar a crise orçamentária. “É importante a união de todos os segmentos no sentido de recompor o equilíbrio fiscal e garantir os investimentos para importantes obras de infraestrutura e a geração de emprego. Meu foco está distante destas questões políticas”, afirmou Rui Costa.
 

25 Novembro 2016 - 11:11

Geddel pede demissão após crise gerada com denúncia de ex-ministro

(Foto: Bahia Verdade)

Acusado de ter pressionado o ex-titular da Cultura Marcelo Calero para liberar uma obra em Salvador, o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, enviou na manhã desta sexta-feira (25), por e-mail, uma carta de demissão ao presidente Michel Temer. Geddel, que está na capital baiana desde quarta (23), conversou por telefone com o presidente depois de encaminhar a solicitação para se desligar do primeiro escalão. Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, Temer aceitou o pedido de Geddel, que era responsável pela articulação política do governo federal com o Congresso Nacional. Em meio ao turbilhão que atingiu até mesmo seu gabinete, o presidente tentará sair de foco nos próximos dias. Ele anunciou que vai viajar para sua residência em São Paulo na tarde desta sexta. Geddel é o sexto ministro a deixar o governo desde que Michel Temer assumiu o comando do país em maio. Antes dele, caíram Romero Jucá (Planejamento), Fabiano Silveira (Transparência), Fábio Medina Osório (AGU), Henrique Eduardo Alves (Turismo) e Marcelo Calero (Cultura). Na carta de demissão, na qual se referiu ao presidente da República como "fraterno amigo", Geddel escreveu que "avolumaram-se as críticas" sobre ele e, em Salvador, vê o"sofrimento" de sua família, que é o "limite da dor que suporta". Ele, então, diz ao presidente que "é hora de sair". Na mensagem, ele também pediu desculpas a Temer pela dimensão das "interpretações dadas", referindo-se à acusação de Marcelo Calero de que Geddel o pressionou para desembargar a construção de um condomínio de luxo em um bairro nobre de Salvador que havia sido barrado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), órgão vinculado ao Ministério da Cultura.

24 Novembro 2016 - 09:46

Geddel ganhou relógio de 85 mil dólares da Odebrecht por aniversário de 50 anos

(Foto: Bahia Verdade)

O ministro da Secretaria do Governo Geddel Vieira Lima ganhou da Odebrecht um relógio no valor de US$ 25 mil (R$ 85 mil na atual cotação do dólar), como presente por seu aniversário de 50 anos, em março de 2009. Segundo informações do site Buzzfeed Brasil, o relógio era o suícço Patek Philippe, modelo Calatrava, e foi entregue acompanhado de um cartão de felicitações assinado por Emílio Odebrecht, por seu filho, Marcelo, e pelo ex-vice-presidente de Relações Institucionais da empreiteira Cláudio Melo Filho. Marcelo está preso desde junho de 2015 em Curitiba e já foi condenado a 19 anos e 4 meses de prisão no âmbito das investigações da Operação Lava Jato. No mesmo ano, Geddel ainda estava no comando do Ministério da Integração do governo Lula, na cota do PMDB. A pasta liberou R$ 35,2 milhões para a Construtora Norberto Odebrecht em 2009, para uma das etapas de implantação do projeto de irrigação Tabuleiros Litorâneos de Parnaíba, executado pelo Departamento Nacional de Obras contra a Seca (DNOCS), órgão vinculado ao ministério.

22 Novembro 2016 - 20:40

Geddel chora ao receber apoio de líderes partidários

(Foto: Bahia Verdade)

O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, chorou nesta terça-feira (22), durante reunião no Palácio do Planalto, com líderes partidários, ao receber apoio dos parlamentares. Na ocasião, Geddel recebeu solidariedade dos deputados por sua permanência no governo, mesmo depois do  episódio no qual ele foi acusado pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero de pressioná-lo contra interdição de um prédio em Salvador (BA). Geddel começou a ouvir depoimentos dos aliados, como o líder do DEM, Pauderney Avelino (AM), e, já nesse momento, ficou com os olhos marejados. Ao fazer seu discurso, Geddel lembrou do pai, o ex-deputado Afrísio Vieira Lima, já falecido, e ficou com a voz embargada. Segundo relatos, o ministro estava muito emotivo.