Eleições 2018

Aécio Neves desiste do Senado e decide se candidatar a deputado federal por Minas

02 Agosto 2018 - 19:46

Aécio Neves desiste do Senado e decide se candidatar a deputado federal por Minas

Foto: Agência Senado

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) desistiu de disputar a reeleição ao Senado e anunciou na tarde desta quinta-feira, 2, que vai disputar uma vaga de deputado federal por Minas Gerais. A decisão foi comunicada em nota distribuída à imprensa. “Com o objetivo de ampliar o campo de apoio à candidatura do senador Antonio Anastasia, informei a ele hoje a decisão pessoal de não disputar, este ano, a eleição para o Senado, colocando meu nome como pré-candidato à Câmara dos Deputados”. Na nota, o senador disse ainda que essa não foi uma decisão fácil. “Farei isso em respeito à minha trajetória política, à minha família e a todos que me levaram a conduzir o que muitos consideram o mais exitoso governo da nossa história recente”. Aécio vinha sendo pressionado por tucanos e até por aliados a desistir da disputa pela reeleição. Ele não participou de nenhuma atividade de pré-campanha do senador Antonio Anastasia, que é candidato ao governo de Minas pelo PSDB. O senador declarou que sua decisão tem o objetivo de fortalecer a candidatura de Anastasia e lembrou que foi presidente da Câmara dos Deputados durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). “A gravidade da situação do nosso Estado exigirá uma bancada forte e unida na defesa dos interesses de Minas no Congresso e junto ao governo federal”, afirmou. Aécio enfrenta vários processos decorrentes das investigações da Operação Lava Jato. Em abril de 2018, ele se tornou réu no Supremo Tribunal Federal, sob a acusação de ter recebido propina de R$ 2 milhões do empresário Joesley Batista, da JBS. O senador também é alvo de outros cinco processos, instaurados após ter sido citado por delatores da Odebrecht. “Todos conhecem os ataques violentos e covardes de que tenho sido alvo. Diariamente as falsas versões engolem os fatos”, afirmou o senador. “Mas apesar de todas as injustiças, estou seguro de que, ao final, a verdade prevalecerá e com ela restará provada a correção de todos os meus atos’, disse. Com decisão do senador de não disputar a reeleição, o PSDB deve preencher as vagas ao Senado na chapa de Anastasia com o ex-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Dinis Pinheiro (Solidariedade) e o jornalista Carlos Viana (PHS). Ainda existe a expectativa por parte de aliados de Aécio de conseguir atrair o pré-candidato ao governo mineiro, Rodrigo Pacheco (DEM).

Comentários

Deixe seu comentário

Mais notícias