Brasil

Temer suspende análise de FGTS para o pagamento do seguro-desemprego

26 Junho 2017 - 18:54

Temer suspende análise de FGTS para o pagamento do seguro-desemprego

Foto: Presidência da República

Michel Temer desistiu de dar continuidade nas análises para utilizar os recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagar o seguro desemprego. A informação, de acordo com o jornal O Globo, foi avisada ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante reunião realizada no Palácio da Alvorada, neste domingo (25). Além de Meirelles, estiveram presentes outros seis ministros, líderes do governo na Câmara dos Deputados e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia. A medida tinha como objetivo reter uma parte dos recursos da conta vinculada ao FGTS, além de uma multa de 40% referente às demissões por justa causa. A proposta alterava o saque no FGTS, que atualmente é dado integralmente e autorizado uma única vez nas demissões sem justa causa, para um parcelamento de três vezes, em valores referentes ao último salário do trabalhador. Isso provocaria uma economia no seguro desemprego.