Luto

Sepultado em Ibirapitanga o corpo do pastor e ex-cantor da banda Shalom, morto a tiros

26 Outubro 2017 - 23:20

Sepultado em Ibirapitanga o corpo do pastor e ex-cantor da banda Shalom, morto a tiros

Foto: Ubatã Notícias

Foi sepultado no final da tarde desta quinta-feira (26), em Ibirapitanga, no Sul do Estado o corpo do cantor e pastor Melchiades Santos Neto,  de 36 anos, o Netto Paz, ex-vocalista da banda Shalom, vítima de disparos de arma de fogo na tarde de ontem num trecho entre a BR-101 e a Rodovia BA-650. O velório ocorreu na Igreja Shekináh, e o sepultamento atraiu cerca de cinco mil pessoas. Netto Paz conduzia o seu automóvel Corolla, quando homens armados em outro veículo branco se aproximaram e fizeram vários disparos. A filha dele de 12 anos também foi atingida de raspão no peito e em um dos braços. Ela foi socorrida e não corre risco de morrer. Também estavam no carro a outra filha dele, de sete anos, a mulher dele, Flávia Sampaio Oliveira, e um pastor que é natural do Pará. Flávia se machucou na boca, e os demais não ficaram feridos. Os homens chegaram atirando. Sem anunciar assalto, os suspeitos não levaram nada das vítimas. Netto Paz perdeu o controle do carro, que caiu na ribanceira. Louane Silva Santana, amiga da família, contou que o crime ocorreu quando Netto chegava a Ibirapitanga depois de ter ido à cidade vizinha de Ubaitaba para comer acarajé com o pastor do outro estado. ”A gente nem consegue imaginar o motivo (da morte), porque ele era uma pessoa do bem que só pensava em ajudar. A gente não consegue ter ideia do que pode ter acontecido. Ele não tinha inimigos e era amado por todos”, disse Louane. A filha do pastor que foi atingida de raspão está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, e passa bem. Depois do ataque, policiais da Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), com sede em Ubaitaba, fizeram buscas na região, mas não conseguiram localizar os suspeitos. Segundo o titular da 7ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin), Evy Paternostro, a Polícia Civil em Ibirapitanga está colhendo informações e irá investigar o crime. A autoria e a motivação ainda são desconhecidas.