Bahia

‘Fiquei paralisada’, diz turista de SP que teve 'doença da urina preta' na Bahia

G1

01 Fevereiro 2017 - 11:30

‘Fiquei paralisada’, diz turista de SP que teve 'doença da urina preta' na Bahia

Foto Divulgação

Os moradores de São Paulo Sibely e Robson Rodrigues foram passar as férias na Bahia e voltaram com a "doença da urina preta". Eles chegaram ao estado nordestino no dia 18 de janeiro e ingeriram peixe nos três primeiros dias na Praia do Forte e em Barra do Pojuca. Os filhos, de 7 e 11 anos, também comeram, mas não desenvolveram a doença. "Primeiro, eu comecei com os sintomas: uma dor muito forte na musculatura na parte de trás da coxa, subiu pela lombar, pelas costas, no pescoço e, enfim, pelos braços. Na sequência eu não me mexia mais. Fiquei paralisada", disse Sibely. O marido apresentou os sintomas cerca de uma hora depois. Ambos tiveram problemas nos rins e fizeram o xixi preto. "A intensidade da dor é muito forte. Pra você ter uma ideia, eu já tive dengue. E pra mim, foi muito mais forte que a dengue. E a cor da urina era cor de refrigerante Coca-Cola", completou. De acordo com o médico Antônio Bandeira, que investiga a doença na Bahia, outros casos foram registrados em janeiro no estado. A Secretaria de Estado da Saúde da Bahia divulgou os dados até o dia 5 de janeiro: 52. No Ceará o gorverno informou os casos suspeitos subiu para nove nesta terça-feira (31).