Saúde

Dica de Drº Ricardo Barbosa sobre uso de andadores

08 Outubro 2019 - 07:07

Dica de Drº Ricardo Barbosa sobre uso de andadores

Foto: Blog Regional

Doutor, explique para nós, como e o desenvolvimento motor das crianças normais?

O desenvolvimento motor da criança começa em aprender a sustentar o peso da cabeça (1 mês),rolar (2 meses), rastejar no chão (3 meses), engatinhar (4 meses), sentar-se com apoio (5 meses), sentar-se sozinha sem apoio (6 meses),  ficar de pé com e sem apoio (8 meses) e só então aprender a dar os primeiros passos (1 ano), mas pode demorar até 15 meses. Cada etapa é importante, pois um determinado grupo muscular é fortalecido, preparando-o para as necessidades futuras.

Doutor, podemos usar o andador para os bebês?

O andador para bebês é totalmente desaconselhado por ortopedistas, pois ele pode atrasar o desenvolvimento motor normal da criança, fazendo-a andar mais tarde e pode lesionar as articulações.Tanto que, em abril de 2007, o Canadá proibiu a comercialização desse tipo de equipamento. No Brasil, infelizmente, não há legislação que proteja a criança nesse caso. Porém acabou de sair uma liminar da justiça que proíbe o uso: (http://m.zerohora.com.br/284/noticias/4359129/justica-proibe-a-venda-de-andadores-de-bebe-em-todo-o-pais).

A criança deve passar por todas as fases do desenvolvimento motor até aprender a andar sozinha e colocá-la no andador antes dela ser capaz de ficar de pé sozinha, mas com apoio, pode fazê-la andar até 3 mês mais tarde que o esperado.

Doutor, o uso do andador pode provocar acidentes?

No consultório, eu costumo a fazer uma comparação para que os pais entendam que é o seguinte: Pai e Mãe, Colocar um bebê num andador é como dar uma Ferrari a um adolescente: o risco de acidente é enorme. A literatura mostra que o andador é o equipamento infantil que mais provoca acidentes e lesões, em especial devido à velocidade que os bebês podem atingir. A maioria dos acidentes acontece quando o bebê encontra um degrau ou um obstáculo e o andador vira. Um simples sapato ou brinquedo no meio do chão já pode causar esse tipo de acidente. Outro perigo é a falsa sensação de segurança que o andador transmite a quem está tomando conta da criança. Em geral, a primeira parte do corpo do bebê a ser atingida em um acidente com andador é a cabeça, podendo haver traumatismos cranianos de diversas proporções, desde leves, sem consequências, até bem mais graves e, em casos extremos, fatais.

Doutor, quais são as consequências do uso do andador?

Colocar uma criança que ainda não consegue ficar de pé sozinha, mesmo que com apoio, num andador pode levar a lesões nas articulações dos membros inferiores, pois os músculos das pernas não estão devidamente fortalecidos. Além disso, o andador pode levar à má postura e à forma de pisar errado. Acriança se locomove de forma errada, sem apoiar completamente os pés no chão e criando, assim, uma informação incorreta sobre o que é caminhar para o cérebro, que está em desenvolvimento. Outro prejuízo diz respeito à atividade física: embora ganhe mais mobilidade, a criança gasta menos energia para alcançar o que lhe interessa.

Mas, doutor, o andador e totalmente contra indicado?

Não, O andador só é indicado para crianças com problemas neurológicos específicos, mas mesmo assim, um ortopedista deverá indicar o equipamento mais adequado para a altura e o peso dela.

Doutor, Como, então, os pais devem estimular o filho a andar?

A melhor maneira de estimulá-lo a andar é deixando-o solto, se aventurando e até tomando pequenos tombos. “Não devem ser puladas etapas”. “Os pais podem ajudar segurando a mão dos pequenos enquanto eles dão os passinhos”.