BUSCA PELA CATEGORIA "Educação"

19 Outubro 2020 - 19:13

Governo estuda remanejar R$ 1,1 bilhão da educação para investir em obras

Foto: Alan Santos / Presidência

O presidente Jair Bolsonaro estuda remanejar verbas da educação para a realização de obras. De acordo com informações da Veja, foi encaminhado ao Congresso Nacional, como uma “mensagem do senhor presidente da República”, projeto de lei que remaneja os recursos. Ao todo, cerca de R$ 6 bilhões podem ser destinados para o Ministério de Desenvolvimento Regional (R$ 2,8 bilhões) e para o Ministério da Infraestrutura (R$ 1,3 bilhão). O Ministério da Saúde receberia ainda mais R$ 1 bilhão. Já o Ministério da Educação receberia R$ 160 milhões. De acordo com a publicação, 70% do valor remanejado sairia da educação básica. Se retirados os R$ 1,1 bilhão, poderão ser cancelados programadas destinados à produção, aquisição e distribuição de livros didáticos. Os recursos também implicariam corte de projetos de reestruturação e modernização de instituições federais de ensino, como universidades. Prejuízo ainda na concessão de bolsas para a educação básica. O remanejamento teria sido aprovado pelo Ministério da Educação, que, no documento, informou ter revisado o planejamento de execução nas políticas públicas da educação, mediante remanejamentos orçamentários internos e adotou medidas visando à mitigaçã dos efeitos das “programações bloqueadas”. Além do MEC, o projeto prevê cortes também de recursos destinados ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O montante é de quase R$ 600 milhões.

27 Julho 2020 - 12:09

Inscrições para o Fies começam na próxima terça-feira (28)

Foto: Divulgação

O novo cronograma do processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil, para o 2º semestre, foi publicado no Diário Oficial da União de quarta-feira (22). As inscrições poderão ser realizadas a partir do dia 28 e seguem até 31 de julho, na página do Fies. O resultado será divulgado no dia 4 de agosto. O período para complementação da inscrição dos candidatos pré-selecionados será do dia 4 até 6 de agosto. A alteração no cronograma do Fies se deu após o Ministério da Educação (MEC) identificar inconsistências no processamento da distribuição das vagas ofertadas pelas instituições de ensino superior. Com essa medida, a atual gestão do MEC assegurará a lisura e a transparência do processo seletivo.  Os candidatos não pré-selecionados na chamada única do Fies podem disputar uma das vagas ofertadas por meio da lista de espera. Todos os não pré-selecionados na chamada única serão, automaticamente, incluídos na lista de espera. Portanto, diferente dos processos seletivos do Sisu e do Prouni, para participar da lista de espera do Fies não é necessário manifestar interesse. O prazo de convocação por meio da lista de espera é do dia 4 até às 23h59 de 31 de agosto.

23 Julho 2020 - 12:35

Reitoria da UNEB informa sobre suspensão das atividades presenciais por mais 30 dias

Foto: Patrick Cassiano | Blog Regional

A Reitoria da Universidade do Estado da Bahia comunica a continuidade da suspensão das atividades administrativas e acadêmicas presenciais por mais 30 dias no âmbito da UNEB. A deliberação ocorre em concordância com as recomendações apresentadas administrativamente pela comissão com a finalidade de acompanhar e orientar as condutas institucionais relativas à pandemia da Covid-19, no âmbito da UNEB (Portarias 133/2020 e 224/2020), e considerando a regulamentação do Plano de Ação para o enfrentamento à pandemia da Covid-19 (Resolução CONSU Nº 1.406/2020). A Reitoria da universidade informa também que as atividades administrativas continuam sendo realizadas por TRABALHO REMOTO; que foi constituída uma Comissão com a finalidade de elaborar a proposta de implementação do Comitê Permanente de Biossegurança da UNEB; e que o semestre 2020.1 do cursos de graduação na modalidade à distância (EaD) ofertados pela instituição, através do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), teve início na última semana.

15 Julho 2020 - 21:38

FNDE libera mais de R$ 70 milhões para manutenção do transporte escolar

Foto: Patrick Cassiano | Blog Regional

Para apoiar a política de transporte escolar nos estados e municípios brasileiros, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) liberou, no último dia 10 de junho, a sexta parcela do Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate), no valor de R$ 70,8 milhões. A transferência é automática, sem necessidade de convênio, e os valores já estão disponíveis nas contas dos entes federativos. A transferência garante a manutenção das ações voltadas para o transporte dos estudantes, mesmo nesse período em que as aulas na rede pública estão suspensas devido à pandemia de Covid-19. Os recursos podem ser utilizados no custeio de despesas diversas, como consertos mecânicos, compra de combustível ou terceirização do serviço de transporte escolar. Podem também ser utilizados no pagamento de serviços contratados junto a terceiros para esta finalidade. “Para receber os recursos, é necessário que os estados e municípios estejam com as prestações de contas do Pnate em dia. Ou seja, os entes que possuem essas irregularidades devem providenciar essa regularização o quanto antes para que não fiquem sem receber as parcelas”, explica o presidente do FNDE, Marcelo Ponte. Atualmente, o programa de transporte escolar atende cerca de 4,5 milhões de estudantes da educação básica pública residentes das zonas rurais. Os valores transferidos diretamente aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios são feitos em 10 parcelas anuais, de fevereiro a novembro. O montante transferido a cada ente federativo pode ser conferido no portal eletrônico do FNDE, em Liberação de recursos.

10 Julho 2020 - 13:01

Estudantes de Livramento de Nossa Senhora dialogam sobre experiências científicas na rede estadual

Foto: Divulgação | SECBA

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) promoveu, na quarta-feira (8), a live “Deu match na Ciência: experiências científicas da rede pública". O encontro virtual foi realizado dentro do projeto EducAção ComVIDA: arte, cultura, esporte, saúde, ciência e educação ambiental e saúde na escola, que visa estabelecer um diálogo semanal com a rede de Educação do Estado, envolvendo professores, estudantes, família e demais profissionais da área. No diálogo entre as participantes – as professoras orientadoras Rafaela Lima e Ana Paula Rocha e as estudantes pesquisadoras Luciele Santos, Tainá Pires e Julya Pires, sob a mediação da professora Tereza Fidelis –, agradeceram pelo incentivo à pesquisa que o Ciência na Escola, projeto de fomentação à Educação Científica na Educação Básica, desenvolvido pela SEC, promove na rede estadual de ensino. A professora de Química, Rafaela Lima, do Colégio Estadual do Campo Herminio Manoel de Jesus, no povoado de Bonfim, em Valença, ressaltou a importância do processo de pesquisa na aprendizagem e do papel transformador da Ciência em uma realidade. “O fazer pesquisa na Educação Básica é uma realidade em toda a rede estadual e me orgulho muito do fato de termos, na Bahia, uma grande produção científica dentro do ambiente escolar”. A partir da criação do Clube de Iniciação Científica na unidade escolar, contou, foi desenvolvido o projeto “Entre gotas e sabores”, que surgiu “a partir de um olhar transformador para aquela realidade em que aqueles estudantes estão inseridos” e levou a diversas feiras de Ciências. Uma das integrantes do projeto, a estudante Luciele Santos, 20, 3º ano, relatou que ela e os colegas desenvolveram, com o projeto “Entre gotas e sabores”, copos biodegradáveis para uso como suporte na plantação de sementes. Para fazer o produto, utilizaram como base a casca do aipim e o coração da banana. “Provamos que podemos transformar uma matéria-prima natural que iria ser jogada fora em plástico biodegradável. Enfrentamos muitas dificuldades, inclusive com a descrença de muita gente na nossa comunidade sobre o resultado da nossa pesquisa. Mas não desistimos, persistimos e conseguimos mostrar que podemos reutilizar, ser sustentáveis”. A estudante disse, ainda que, com o projeto, ela e os colegas aprenderam a reutilizar a água do ar-condicionado da escola para uso na horta escolar, por meio de sistema com canos de PVC. Representando o Colégio Estadual João Vilas Boas, no município de Livramento de Nossa Senhora, as estudantes Tainá Pires e Julya Pires, ambas de 16 anos, 3º ano, falaram sobre a sua experiência com o projeto “Lima da pérsia como solução alternativa e natural para desinfecção da água”, com o qual ganharam três prêmios na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE). “Quando a gente desenvolve uma pesquisa, nosso objetivo é buscar uma solução para um problema de uma comunidade. Descobrimos a lima da pérsia como uma solução alternativa que pode ser usada em comunidades carentes e sem acesso à água tratada, por conta de seu potencial antibacteriano”, explicou Tainá Pires. A professora orientadora de Tainá e Julya, Ana Paula Rocha, enfatizou sobre a experiência de fazer ciência na escola. “Desenvolvemos outros projetos, mas este foi destaque, ganhou prêmios, e as protagonistas são elas. Nosso objetivo é estimular os nossos estudantes para que, cada vez mais, participem de projetos de iniciação científica. Torcemos para que o Ciência na Escola incentive sempre, mais e mais, a pesquisa na Educação Básica”.

08 Julho 2020 - 09:59

Dom Basílio: Secretaria de Educação retoma ano letivo através de sistema virtual

Foto: Patrick Cassiano | Blog Regional

O Município de Dom Basílio retomou as aulas do ano letivo da rede pública de ensino través de um Sistema de Gestão Escolar, no início do mês de junho. Em entrevista ao site Achei Sudoeste, o secretário municipal de educação, Antônio Lima, informou que o Município adequou o sistema, que antes era apenas uma ferramenta de gerenciamento voltado para questões administrativas, para funcionar como uma plataforma pedagógica de aulas on-line. “Hoje, a gente consegue atender 71% dos alunos da nossa rede diretamente pela plataforma. Obviamente, ainda temos a dificuldade de ter a totalidade dos alunos com acesso à internet, mas o Município não excluiu esse aluno. Nós atendemos 71% via plataforma, 20% atendemos diretamente na casa, semanalmente, entregando atividades e livros, e 9% que não desenvolve nenhuma atividade devido a uma certa resistência. Não é por falta de oferecer”, explicou. Conforme salientou, levando em conta à totalidade da rede, 91% dos alunos do Município estão em plena atividade e o vínculo com a escola não foi perdido. “Claro que vamos precisar repor a carga horária. Já criamos um plano para retorno das aulas quando isso puder acontecer, mas já estamos compensando a carga horária que está sendo trabalhada com essa ferramenta”, completou. O prefeito Roberval Cássia Meira (PL), concluiu resumindo que a implantação do sistema visa atender a necessidade do aluno, bem como a de cumprimento do calendário escolar em atendimento às exigências do Ministério da Educação.

 

07 Julho 2020 - 09:31

Atenção estudante: inscrições para o Sisu começam nesta terça-feira

Foto: Agência Brasil

Os estudantes que participaram da edição de 2019 do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) devem ficar atentos porque as inscrições para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) começam nesta terça-feira (7). Até sexta-feira (10) serão oferecidas mais de 51 mil vagas em instituições de ensino superior do País, e, pela primeira vez, além dos cursos de graduação presenciais, o Sisu 2020.2 vai ofertar vagas na modalidade a distância (EaD). Além de ter feito o Enem de 2019, os interessados não podem ter zerado a redação. Estudantes que fizeram o exame na condição de treineiros também não podem participar. Inscrições podem ser feitas por meio do site do Ministério da Educação (MEC).

11 Maio 2020 - 10:09

Inscrições para o Enem 2020 começam na nesta segunda-feira

Foto: Reprodução

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 começam nesta segunda-feira (11) e vão até o dia 22 de maio. Elas poderão ser feitas por meio da página do Enem na internet. A partir deste ano o Enem terá duas modalidades de provas, as impressas, com aplicação prevista para os dias 1º e 8 de novembro, e as digitais, para os dias 22 e 29 de novembro. O participante que optar por fazer o Enem impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção. A estrutura dos dois exames será a mesma. Serão aplicadas quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol. Neste ano, será obrigatória a inclusão de uma foto atual do participante no sistema de inscrição, que deverá ser utilizada para procedimento de identificação no momento da prova. O valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e deverá ser pago até 28 de maio.

24 Abril 2020 - 17:33

Presidente do Inep afirma que é possível mudar a data do Enem se houver necessidade

Foto : Arquivo | Agência Brasil

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, afirmou, em entrevista ao jornal O Globo, que o importante é garantir que as provas do Enem aconteçam e que mudanças serão feitas à medida que se mostrarem necessárias em termos técnicos. O Inep é a autarquia do Ministério da Educação (MEC) responsável pela aplicação do exame. A polémica em torno do exame é devido a pandemia do novo coronavírus que provocou a paralisação das aulas em todo o país. Até o momento a data do Enem impresso segue com previsão de ser realizado nos dias 1º e 8 de novembro. Muitos colégios particulares continuam as aulas com o ensino a distância. Lopes afirmou na entrevista que "já existe uma desigualdade que vem de toda a educação básica e não é o Enem sozinho que corrige isso", afirma. O presidente do Inep também cobrou uma ação dos secretários estaduais e seus respectivos governos: "Eles estão fazendo seu papel para garantir a inscrição dos alunos?", questionou Lopes.

07 Abril 2020 - 08:25

FEBRACE: Estudantes de Barreiras e Livramento de Nossa Senhora são premiados

Foto: Divulgação

O projeto “Lima-da-pérsia como solução alternativa e natural para a desinfecção da água”, desenvolvido pelas estudantes Tainá Larissa Nascimento e Julya Pires da Silva, ambas de 16 anos e do 3º ano do Colégio Estadual João Vilas Boas, localizado em Livramento de Nossa Senhora, ganharam três prêmios na 18ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE). Os alunos Diogo Regis, Dievisson Wyllyan Baliza, Matheus Almeida Campos e Walas de Oliveira Santos, do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) da Bacia do Rio Grande, em Barreiras, também foram premiados com seus respectivos projetos. O evento, iniciado no dia 23 de março, foi realizado de forma virtual pela primeira vez, por conta da pandemia do Coronavírus. Os projetos foram avaliados por pesquisadores através da plataforma de teleconferência on-line Zoom. A rede estadual de ensino contou com a participação de 18 projetos finalistas no total. A representante da cidade de Livramento, Tainá, falou da satisfação pela conquista dos prêmios e do aprendizado obtido. “Para nós, esses prêmios representam a valorização de todo o nosso esforço e um incentivo para nós continuarmos o projeto. Ficamos extremamente gratas pela nossa participação na FEBRACE, porque sabemos que estávamos no meio de projetos incríveis e foi uma experiência que vamos lembrar com muito carinho, pelo resto de nossas vidas”. Ela e a colega Julya ganharam três prêmiações: Prêmio destaque SBBq (Sociedade Brasileira de Bioquímica), com certificado e medalha; Prêmio STEAM & English, com um curso de uma semana a ser realizado na Universidade de São Paulo (USP), em setembro; e o 4ª lugar em Ciências Biológicas. O estudante Diogo Regis, 18, do curso técnico em Agropecuária do CETEP da Bacia do Rio Grande ganhou o prêmio SBBq (Sociedade Brasileira de Bioquímica), com o projeto “Utilização do fruto do jatobá para a produção de bebida nutricional”. “É uma honra ganhar este prêmio e agradeço muito ao CETEP e ao Governo do Estado por me proporcionar esta experiência. Este projeto, para mim, foi uma grande iniciativa para o mundo químico, biológico e social, pois através dele eu posso auxiliar pessoas de baixa renda e, também, mostrar a outros estudantes que podemos mudar o mundo através da educação pública”, comemorou. Outro projeto premiado foi o “Elaboração de conservas de palmito do miolo da bananeira como alternativa de alimentação e renda”, desenvolvido pelos estudantes Dievisson Wyllyan de Souza Baliza, Matheus Almeida Campos e Walas de Oliveira Santos, do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) da Bacia do Rio Grande, em Barreiras. Sobre a FEBRACE - A Feira Brasileira de Ciências e Engenharia é um movimento nacional de estímulo ao jovem cientista, que é realizado na Universidade de São Paulo (USP), em uma grande mostra de projetos. Dentre os objetivos da FEBRACE destacam-se: estimular novas vocações em Ciências e Engenharia através do desenvolvimento de projetos criativos e inovadores, e aproximar as escolas públicas e privadas das universidades, criando oportunidades de interação espontânea entre estudantes e professores das escolas com a comunidade universitária para uma melhor compreensão dos papéis das universidades em ensino, pesquisa, cultura e extensão.

18 Fevereiro 2020 - 21:50

Matrícula na educação infantil cresceu 12,6% nos últimos cinco anos

Foto: Reprodução | UOL

O número de matrículas na educação infantil aumentou em 12,6% nos últimos cinco anos. Segundo dados do Censo Escolar 2019, realizado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), no ano passado foram registrados 8.972.778 alunos em creches e pré-escolas. Em 2015, foram 7.972.230 estudantes. Segundo o Censo Escolar, o crescimento foi impulsionado pelas matrículas em creches, com 167,8 mil registros a mais em 2019 do que em 2018, um aumento de 4,7%. Em 2015, as matrículas em creches cresceram 23,2%. A rede municipal de ensino concentra a maior parte das matrículas da educação infantil: 71,4%. Em seguida, vem a rede privada com 27,9% do total. Das matrículas da rede privada, 29,4% pertencem a instituições particulares, comunitárias, confessionais e filantrópicas conveniadas com o poder público. O levantamento indica que 10,5% das matrículas encontram-se na zona rural, e a quase totalidade (96,8%) das matrículas são atendidas por estabelecimentos da rede pública. O censo apurou que 13,2% das crianças que frequentam a pré-escola estão na zona rural e 6,7% estão matriculadas nas creches rurais. O Censo Escolar é uma pesquisa estatística realizada para oferecer um diagnóstico sobre a educação básica brasileira. Coordenado pelo Inep, órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), o levantamento é realizado em regime de colaboração entre a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios. A pesquisa é declaratória, de abrangência nacional e coleta informações de todas as escolas públicas e privadas, suas respectivas turmas, gestores, profissionais escolares e alunos de todas as etapas e modalidades de ensino: ensino regular.

11 Fevereiro 2020 - 07:55

Inscrições para o Fies terminam na próxima quarta (12)

Foto: Reprodução

As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) terminam na próxima quarta-feira (12). Para se candidatar, os estudantes devem acessar a conta única do governo federal, por meio do portal. A medida faz parte do plano de transformação digital do governo. O objetivo é simplificar a vida do cidadão, com um login, que é o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF), e uma senha para todos os serviços da administração pública. O candidato também pode acessar o portal do Fies, onde será redirecionado para o site do governo federal e, após o login ou a criação da senha, voltará para o site do programa de financiamento estudantil. Neste semestre, o programa vai ofertar 70 mil vagas em instituições privadas de ensino superior. O resultado sai no dia 26 de fevereiro. O programa está dividido em duas modalidades: o Fies a juros zero para quem tem renda familiar de até três salários mínimos por pessoa e o Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies) para aqueles com renda familiar per capita de até cinco salários mínimos.

Mudanças

Em dezembro de 2019, o comitê gestor do Fies realizou algumas mudanças no programa. O Ministério da Educação (MEC) destaca, entretanto, que elas só valerão a partir do segundo semestre deste ano. Uma das mudanças é a possibilidade de cobrança judicial dos contratos firmados até o segundo semestre de 2017 com dívida mínima de R$ 10 mil. O ajuizamento deverá ser feito após 360 dias de inadimplência na fase de amortização, ou seja, do pagamento em parcelas dos débitos. Hoje a cobrança de quaisquer valores é feita no âmbito administrativo. Pela resolução aprovada pelo comitê, só continua a se enquadrar nesse campo quem dever menos de R$ 10 mil. O devedor e os fiadores poderão ser acionados. Para o P-Fies, o comitê definiu independência em relação ao Fies, para “dinamizar a concessão do financiamento nessa modalidade”. Não haverá exigência do Enem como pré-requisito (hoje, é idêntico ao do Fies) e nem será imposto limite máximo de renda (atualmente, é para alunos com renda per capita mensal familiar de até cinco salários mínimos). Também será possível contratar o P-Fies durante todo o ano. As mudanças também atingiram o uso da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como forma de ingresso ao Fies. Hoje é preciso ter nota média mínima de 450 pontos e apenas não zerar a redação para pleitear o financiamento. O comitê estabeleceu uma nota de corte também para a parte discursiva, 400 pontos, que está abaixo da nota média nacional, de 522,8. Essas mudanças valem a partir de 2021. A nota do Enem também servirá para limitar transferências de cursos em instituições de ensino superior para alunos que possuem financiamento do Fies. Será necessário ter obtido, no Enem, resultado igual ou superior à nota de corte do curso de destino desejado. “Mais uma vez, a meritocracia como base para formar profissionais ainda mais qualificados, mantendo políticas públicas de inclusão como o próprio Fies”, informou o MEC. O comitê ainda aprovou o plano trienal 2020 a 2022 para o Fies. Nele, as vagas poderão cair de 100 mil em 2020 para 54 mil em 2021 e 2022, caso não haja alteração nos parâmetros econômicos atuais. Mas esses valores serão revistos a cada ano, podendo voltar a 100 mil vagas caso haja alteração nessas variáveis ou aportes do MEC.

CONTINUE LENDO

29 Janeiro 2020 - 06:21

STJ libera divulgação do Sisu após pedido do governo

Foto: Divulgação

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, atendeu a pedido do governo federal para liberação do resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A divulgação foi barrada pela Justiça Federal na última sexta-feira (24), com a condição que o Ministério da Educação (MEC) comprovasse a correção das falhas nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O MEC, contudo, ainda não divulgou o novo cronograma do programa. A lista com a primeira chamada do Sisu estava marcada para ser divulgada nesta terça-feira (28). O Programa Universidade para Todos (Prouni), que disponibiliza bolsas em universidades privadas e que iniciaria nesta terça, também teve o cronograma suspenso. A divulgação do Sisu foi suspensa após uma solicitação da Defensoria Pública da União (DPU) para que o MEC e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) comprovassem “documentalmente” que a revisão das notas, nas quais foram indicadas falhas, foram consideradas para a readequação das correções de todos os 3,9 milhões de candidatos. A Justiça Federal em São Paulo atendeu ao pedido na sexta, mas a Advocacia-Geral da União recorreu da decisão no sábado (25). No domingo (26), a presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), desembargadora Therezinha Cazerta, rejeitou o pedido da AGU para derrubar a decisão que suspendeu a divulgação do Sisu. Para ela, os entendimentos da Justiça Federal de São Paulo “nada mais fizeram do que proteger o direito individual dos candidatos do Enem a obterem, da administração pública, um posicionamento seguro e transparente a respeito  da prova que fizeram”. O argumento principal do MEC para reverter a decisão de suspensão do Sisu era que, ao barrar o andamento do sistema, corria o risco de “graves prejuízos à política pública de ensino superior”. O presidente do STJ disse, em sua decisão, ser “inegável” os impactos  da suspensão por “impedir a organização e a concretização do calendário acadêmico, bem como a formação de turmas; se perdurar, pode até mesmo impactar no ano universitário”. Noronha disse também que a suspensão trazia “dano grave, manifesto de enorme potencialidade lesiva”. “Já são milhares os estudantes apreensivos, sem saber qual curso foram selecionados e em qual instituição de ensino ingressarão. Suas famílias, obviamente, também estão ansiosas sem saber para onde seus filhos irão”, disse a decisão.

26 Janeiro 2020 - 20:46

Vestibular Uesb 2020: divulgados locais de provas

Foto - Wilker Porto | Agora Sudoeste

A Comissão Permanente do Vestibular (Copeve) informa que está disponível para consulta os locais de provas para os candidatos que realizarão o Vestibular Uesb 2020. Quem participará do processo seletivo deverá informar no sistema dados pessoais, como CPF, data de nascimento, número de inscrição e/ou e-mail cadastrado. Para consultar o local, clique aqui. As provas serão realizadas nos próximos dias 2 e 3 de fevereiro, nas cidades de Itapetinga, Jequié e Vitória da Conquista. É importante destacar que os portões serão abertos às 7h10 e fechados às 7h50, com a aplicação das provas sendo iniciada às 8 horas.

20 Janeiro 2020 - 10:54

Matrícula na rede estadual de ensino começa nesta segunda-feira (20); confira cronograma

Foto: Patrick Cassiano | Blog Regional

A matrícula na rede estadual de ensino da Bahia, para o ano letivo de 2020, começa nesta segunda-feira 20 de janeiro. A novidade este ano é a realização do processo que será 100% on-line, pela internet, e por meio de dispositivos móveis, através do SAC Digital. O primeiro dia de matrículas, no dia 20, é voltado para estudantes que tiveram frequência regular em 2019 e que estejam em uma das seguintes situações: a escola não oferece a série/ano subsequente, não fizeram a renovação da matrícula ou em mudança de domicílio. Com a matrícula digital, basta que os estudantes, pais ou responsáveis baixem o aplicativo do SAC Digital nas lojas APP Store ou Google Play ou façam o cadastro através do site do SAC Digital. Para os menores de 16 anos, o cadastro deverá ser realizado em nome do responsável legal, e o aluno deverá ser adicionado como dependente. O calendário da matrícula segue até o final de janeiro.

Os alunos novos, oriundos das redes municipais e privada, também poderão utilizar o SAC Digital, mas deverão apresentar a documentação necessária na escola para a qual efetuou a matrícula on-line, conforme prazo estabelecido no comprovante de matrícula, como os demais estudantes.

Após efetuar a matrícula on-line, o estudante deve levar os documentos na escola para o qual foi matriculado no prazo determinado no comprovante que recebe após finalizar o processo digital.

Confira os documentos exigidos

Original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico em até 30 dias)
Original e cópia da Certidão de Registro Civil ou RG
Original e cópia do CPF (obrigatório para a Educação Profissional em todas as modalidades e formas de articulação, bem como no Ensino Médio e suas modalidades)
Original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, cartão de crédito ou TV por assinatura)
Original e cópia da Carteira de Vacinação (para estudantes de até 18 anos)

Cronograma

20 de janeiro - Transferência na Rede Estadual para os estudantes matriculados, com frequência regular no ano letivo de 2019, ao qual se aplique uma das seguintes situações:

A escola não oferece a série/ano subsequente;
O estudantes não fez a renovação da matrícula;
Mudança de domicílio

21 e 22 de janeiro - Matrícula de concluintes do 5º ano ou 9º ano do Ensino Fundamental para estudantes regularmente matriculados na rede estadual de ensino, no ano letivo de 2019, cujas escolas não ofereçam a série subsequente

23 de janeiro - Matrícula Nova para Ensino Fundamental. Para ingresso do candidato em unidade escolar da rede estadual de ensino em qualquer ano/série para o Ensino Fundamental

24 e 27 de janeiro - Matrícula Nova para Ensino Médio. Para ingresso do candidato em unidade escolar da rede estadual de ensino em qualquer ano/série para o Ensino Médio.

30 e 31 de janeiro - Confirmação da Matrícula dos estudantes inscritos na Pré Matrícula da Educação Especial

CONTINUE LENDO