Categoria: Itapetinga

  • Foto: Reprodução
  • 25 // Abr // 2024
  • 23h00

Homem é procurado pela polícia suspeito de estuprar enteada de 13 anos em Itapetinga

Um homem suspeito de estuprar a enteada de 13 anos no município de Itapetinga, no sudoeste do estado, está sendo procurado pela Polícia Civil. Os abusos aconteciam desde que a menina tinha 8 anos. De acordo com o G1, o caso veio à tona após o próprio suspeito ter falado em um bar sobre o abuso sexual contra a enteada. A tia da garota ficou sabendo e, então, questionou a adolescente se isso teria acontecido e a menina confessou que era estuprada por ele há cinco anos. Ainda segundo a pubblicação, o suspeito trabalhava à noite e praticava os abusos sexuais durante o dia, depois que a mãe dela saía para o trabalho. Após a denúncia, exames constataram que a menina teve relações sexuais de forma violenta. Depois disso, a família prestou boletim de ocorrência e a Polícia Civil solicitou a prisão preventiva do suspeito, entretanto, o homem vendeu bens e fugiu da cidade. Ele é considerado foragido pela Polícia Civil.

  • Foto: Reprodução / Blog do Sena
  • 24 // Abr // 2024
  • 19h30

Professor de teatro é procurado pela polícia suspeito de abuso sexual contra alunas em Itapetinga

Um professor de teatro é procurado pela polícia por suspeita de cometer violência sexual contra alunas na cidade de Itapetinga, no sudoeste do estado. Até o momento, três vítimas registraram ocorrências na delegacia, entretanto, o número pode ser maior.  De acordo com a publicação, as primeiras denúncias contra o professor foram feitas em março deste ano, mas os crimes aconteceram em 2016, 2017 e 2019. Em depoimento, uma das denunciantes relatou que o abuso aconteceu na casa do professor, durante uma prática chamada "laboratório", onde o ator ou atriz faz pesquisas ou experimenta vivências para "entrar no personagem". Em entrevista ao G1, o delegado Ney Brito, responsável pela investigação, contou que o professor prometia o papel principal de peças para as vítimas e dizia que esse momento era importante para a apresentação. Os abusos aconteceram enquanto o suspeito trabalhava no Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) de Nova Itapetinga, entre 2017 e 2020. No ano passado, o professor passou a atuar como orientador de idosos através da Secretaria de Desenvolvimento Social. Conforma a prefeitura, ele foi desligado neste ano após a gestão municipal tomar conhecimento das denúncias.