Categoria: Saúde

  • Foto: Divulgação
  • 28 // Mai // 2024
  • 12h00

ACM Neto critica sistema de saúde pública da Bahia e aponta mortes na fila da regulação

O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (União), criticou duramente o sistema de saúde pública do governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), destacando um cenário alarmante de mortes na fila da regulação. Neto, que foi candidato derrotado nas eleições ao Governo do Estado em 2022, lembrou que a promessa do chefe do executivo estadual de zerar a fila de espera não se concretizou. "O problema só se aprofundou ao longo de 18 anos de governos do PT. Insistem nesse modelo que tem dado errado. Regulação falida", criticou o vice-presidente do União Brasil. Neto comentou o cenário durante uma visita a Feira de Santana, no centro-norte da Bahia, onde 374 pessoas morreram enquanto aguardavam atendimento médico na cidade. Ele questionou até quando o estado continuará com um modelo de regulação ineficaz, destacando que há bons exemplos de estados onde a fila anda e o atendimento é eficaz, graças à qualificação do pessoal. "Temos bons exemplos de estados onde a fila anda. Até quando vamos ter um modelo de regulação que não funciona?", questionou ACM Neto. Durante a ocasião, ele também apontou para a precariedade das regiões sem hospitais regionais, denominando-as de "buracos assistenciais", onde os pacientes enfrentam longas esperas para conseguir internamento e muitos acabam não recebendo atendimento, principalmente no interior do estado.

  • Foto: Reprodução/Pixabay
  • 20 // Abr // 2024
  • 19h00

Anvisa mantém proibição de cigarros eletrônicos no Brasil

Nesta sexta-feira (19), a maioria dos diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) votou a favor da manutenção da proibição aos cigarros eletrônicos no Brasil. Com esse resultado, continua vedada a comercialização, fabricação, importação, transporte, armazenamento e publicidade desses produtos, em vigor desde 2009. Dos cinco diretores, três votaram pela manutenção da proibição, enquanto faltam os votos de dois diretores para conclusão da votação. Os dispositivos eletrônicos para fumar, conhecidos como cigarros eletrônicos, vapes, pods, e-cigs, entre outros, têm sido objeto de debate devido ao seu uso não autorizado no país. Segundo dados do Inquérito Telefônico de Fatores de Risco para Doenças Crônicas Não Transmissíveis em Tempos de Pandemia (Covitel 2023), aproximadamente 4 milhões de pessoas já utilizaram cigarros eletrônicos no Brasil. O diretor-presidente da Anvisa e relator da matéria, Antonio Barra Torres, votou favorável à manutenção da proibição, citando o impacto à saúde e destacando o respaldo de organizações científicas brasileiras, Ministérios da Saúde, da Justiça e Segurança Pública e da Fazenda, bem como a consulta pública realizada recentemente. Barra Torres baseou seu relatório em informações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da União Europeia, ressaltando também as decisões de países como Bélgica e Reino Unido em relação aos produtos de tabaco aquecido. Ele propôs ações para fortalecer o combate ao uso e circulação dos dispositivos eletrônicos de fumo no Brasil, considerando também o comércio ilícito desses produtos. A votação dos demais diretores da Anvisa sobre a proibição dos cigarros eletrônicos será decisiva para determinar o futuro desses dispositivos no mercado brasileiro.

  • Foto: Lula Marques/Agência Brasil
  • 16 // Abr // 2024
  • 21h00

Ministra cita negacionismo ao comentar baixa adesão à vacina da dengue

Ao ser cobrada por estratégias para evitar o desperdício de doses da vacina contra a dengue, que vencem no final de abril, a ministra da Saúde, Nísia Trindade, disse nesta terça-feira (16) que um plano B já está em curso, baseado na redistribuição de doses para 154 novos municípios. “Fizemos um elenco de municípios a partir de critérios técnicos definidos pelo comitê assessor do programa de imunização, numa pactuação com os estados e municípios. Não é uma decisão isolada da ministra da Saúde. É uma decisão junto com os estados e municípios através dos seus conselhos nacionais”, ressaltou a ministra. “Já estamos fazendo a redistribuição, mas, se não houvesse um negacionismo às vacinas, certamente as famílias estariam levando as suas crianças e seus jovens para serem vacinados. Esse é o ponto fundamental que eu queria colocar”, disse, ao participar de reunião da Comissão de Assuntos Sociais do Senado.

  • Foto: Alberto Maraux / SSP-BA
  • 12 // Abr // 2024
  • 13h00

Município de Saúde recebe investimento de R$ 2,7 milhões em nova Delegacia e novo Pelotão

Os mais de 10 mil moradores do município de Saúde, na Chapada Diamantina, passaram a contar nesta sexta-feira (12), com nova Delegacia Territorial (DT) e novo Pelotão. Nas estruturas foram investidos de R$ 2,7 milhões pelo Governo do Estado. As unidades foram entregues pelo governador Jerônimo Rodrigues, pelo secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner, pela delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito, e pelo comandante-geral da PM, coronel Paulo Coutinho. Em Saúde, as Polícias trabalharão lado a lado, com as construções no mesmo terreno. A unidade conjugada está localizada na Rua Formosa, no Centro da cidade. O Pelotão dará suporte aos PMs com salas de comando, operacional, de inteligência e vestiários. A DT vem equipada com salas para delegado, recepção, atendimento, investigação e reconhecimento, além de custódia com celas. "São 76 novas estruturas entregues para as Polícias e Bombeiros nos últimos 16 meses. As Forças da Segurança passam pela maior reestruturação da história", destacou o secretário Marcelo Werner. O secretário lembrou ainda que 13 novas estruturas foram inauguradas somente em 2024 nas cidades de Iraquara, Taperoá, Porto Seguro, Itagibá, Dom Basílio e Iuiú.

  • Foto: Reprodução
  • 07 // Abr // 2024
  • 19h36

Cardiologista livramentense se torna especialista em ecocardiografia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia

Dr. Rudá Alves Lessa, cardiologista livramentense, é aprovado na prova de título de especialista em ecocardiografia pelo Departamento de Imagem Cardiovascular da Sociedade Brasileira de Cardiologia, após concluir sua terceira residência. O médico tem uma trajetória marcada por dedicação e empenho. Aos 26 anos se formou em medicina pela primeira Faculdade de Medicina do Brasil, a UFBA, onde foi laureado com o prêmio de melhor aluno da turma. Após se formar em medicina, iniciou sua primeira residência em clínica médica e logo em seguida sua formação em cardiologia em São Paulo no Insituto Dante Pazzanese de Cardiologia, considerado o maior centro de cardiologia da América Latina. Após se tornar cardiologista, Dr. Rudá Lessa foi aprovado em primeiro lugar na subespecialidade ecocardiografia, encerrando seu ciclo de quase 14 anos de estudos e dedicação que tanto orgulha seus conterrâneos.