Categoria: Serrinha

  • Foto: Divulgação/PF
  • 28 // Mai // 2024
  • 13h00

Polícia Federal desarticula organização criminosa de criadores clandestinos de animais

Na manhã desta terça-feira (28), a Polícia Federal desarticulou uma organização criminosa dedicada à criação clandestina de animais. A ação, denominada Operação Ojuara, resultou na apreensão de animais que eram criados pelos suspeitos para venda na internet e envio pelos Correios. A investigação começou após a apreensão de diversos répteis na Agência Central dos Correios, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Até o momento, foram resgatadas 12 cobras. Durante a operação, foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em Serrinha. Os investigados podem enfrentar penas de até 12 anos pelos crimes de tráfico e maus-tratos de animais, introdução de espécime animal no país sem autorização, além de receptação e falsidade ideológica. Os animais apreendidos serão encaminhados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres do Inema para reabilitação e posterior devolução à natureza. A operação contou com a participação da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Coppa) e do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), vinculado ao Inema.

  • Foto: Divulgação/Ascom-PCBA
  • 02 // Mai // 2024
  • 21h12

Polícia Civil prende três integrantes de organização criminosa em Serrinha

Uma liderança e dois integrantes de uma organização criminosa de Serrinha tiveram mandados de prisão cumpridos durante a Operação Labirinto, deflagrada pela 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Serrinha), no bairro treze, naquele município, nesta quinta-feira (2). Foram presos dois homens e uma mulher.  O líder do grupo, responsável pelo tráfico e homicídios decorrentes do confronto com rivais na região, patrocinava eventos na cidade. Ele responde pelo o homicídio de uma mulher e a tentativa contra o dela filho, ocorridos em junho de 2019. Durante as ações, que tiveram apoio de guarnições da Polícia Militar, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nos imóveis dos acusados, quando foram apreendidos câmeras e equipamentos para monitoramento, porções de maconha, crack e cocaína, balanças digitais, uma máquina para contar dinheiro e a quantia de mais de R$ 20 mil em espécie. Também foram encontrados com os três acusados cadernos de anotações do tráfico, uma faca, rádios comunicadores, um binóculo, entre outros objetos. Os três suspeitos, além dos mandados de prisões cumpridos pelas equipes policiais, também serão autuados em flagrante a partir dos materiais encontrados na busca e apreensão. Eles passarão por exames de lesões corporais e ficarão à disposição do Poder Judiciário.