Educação

Governo estuda remanejar R$ 1,1 bilhão da educação para investir em obras

19 Outubro 2020 - 19:13

Governo estuda remanejar R$ 1,1 bilhão da educação para investir em obras

Foto: Alan Santos / Presidência

O presidente Jair Bolsonaro estuda remanejar verbas da educação para a realização de obras. De acordo com informações da Veja, foi encaminhado ao Congresso Nacional, como uma “mensagem do senhor presidente da República”, projeto de lei que remaneja os recursos. Ao todo, cerca de R$ 6 bilhões podem ser destinados para o Ministério de Desenvolvimento Regional (R$ 2,8 bilhões) e para o Ministério da Infraestrutura (R$ 1,3 bilhão). O Ministério da Saúde receberia ainda mais R$ 1 bilhão. Já o Ministério da Educação receberia R$ 160 milhões. De acordo com a publicação, 70% do valor remanejado sairia da educação básica. Se retirados os R$ 1,1 bilhão, poderão ser cancelados programadas destinados à produção, aquisição e distribuição de livros didáticos. Os recursos também implicariam corte de projetos de reestruturação e modernização de instituições federais de ensino, como universidades. Prejuízo ainda na concessão de bolsas para a educação básica. O remanejamento teria sido aprovado pelo Ministério da Educação, que, no documento, informou ter revisado o planejamento de execução nas políticas públicas da educação, mediante remanejamentos orçamentários internos e adotou medidas visando à mitigaçã dos efeitos das “programações bloqueadas”. Além do MEC, o projeto prevê cortes também de recursos destinados ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O montante é de quase R$ 600 milhões.

Comentários

Deixe seu comentário

Mais notícias